Diário de emagrecimento: terceira semana

Ufaaa!!! Depois de passar a manhã e parte da tarde me virando nos 30 para arrumar o blog do jeitinho que eu queria, consegui fazer e ficou lindo, não acharam? Eu adoro mudar ele vez ou outra e isso me dá ainda mais ânimo porque a gente enjoa as vezes, né? rs não sei se vocês gostavam do de antes, mas eu já tava enjoada e adorei esse também 😀 logo vou fazer umas fotos e mudar a capa, aí vai ficar top!!
Bom, hoje faz 3 semanas que estou na reeducação alimentar e já comecei de fato a sentir que tô deixando uns quilinhos pelo caminho, finalmente! Eu não tô me pesando, vou deixar pra fazer isso só dia 19/10 que é quando retorno ao médico, antes disso tô percebendo a diferença nas roupas e até nas fotos!
É tão bom quando a gente começa a ver os resultados, né? Mesmo me exercitando pouco ainda por conta da lesão no nervo ciático, a perda tem acontecido de forma lenta, mas já dá para perceber através daquelas peças que antes ficavam bem justas que agora já estão confortáveis!
Comentei no diário anterior que essa semana falaria com vocês da importância de cada paciente ter o seu próprio plano alimentar, lembram? Pois bem, muitos de vocês podem até pensar que isso é bobagem, que se a fulana perde 3 quilos em 2 semanas, tu também perde, né? Afinal, vocês vão comer as mesmas coisas, consumir a mesma quantidade de calorias, proteínas, lipídeos, carboidratos e quem sabe até se exercitarem juntas! Mas gente, não é assim que funciona porque se fosse, o Nutricionista seria um profissional quase sem importância, correto?

 

consultorio_nutrição

Mas afinal: POR QUE É IMPORTANTE QUE CADA PACIENTE TENHA SEU PRÓPRIO PLANO ALIMENTAR? Pelo simples fato de que cada organismo tem suas próprias necessidades! Um exemplo bem simples é um paciente com alguma intolerância. Esse paciente não vai poder consumir certos alimentos e a alimentação dele será totalmente adaptada as suas necessidades, diferente daquele que precisa reduzir peso e cortar alguns alimentos que não serão favoráveis no seu novo cardápio.
Além disso, cada paciente tem um estilo alimentar, come ou não certos alimentos e é em cima dessa condição que o Nutricionista monta um plano alimentar. Não tem nada pior do que ter que comer alimentos que não gostamos só porque ele traz benefícios a nossa saúde, né? Aí voltamos para o que já falei aqui que a reeducação será muito ruim se as condições em que ela ocorrer forem contrárias ao que nós estamos acostumados! É sempre muito importante deixar bem claro que temos tal estilo de vida e isso inclui a nossa rotina como um todo, sabem? Eu por exemplo almoço no trabalho e não tem restaurante aqui por perto, o que me “força” a trazer meu próprio alimento e preparar as minhas refeições no meu ambiente de trabalho. Isso tem sido ótimo porque eu como somente o que posso {e gosto}, nas quantidades certas e assim vou conseguindo manter minhas refeições balanceadas e corretas!
Por hoje é isso! Estão gostando dos diários? E do visu novo do blog? Eu amei, rs 
{Acompanhem as comidinhas gostosas e saudáveis que venho postando lá no instagram @blogbahtanamoda}

 

FINALIZA-C3-87-C3-83O

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta