Dieta dos 17 dias: como começar e manter

Hoje o post é um pouco diferente, mas tinha comentado que falaria sobre a minha experiência com a Dieta dos 17 dias, então aqui estou pra falar um pouco com vocês sobre isso!

Falar sobre alimentação e saúde é um assunto bem delicado pra mim, concordam? Então antes de começar a explicar tudo, quero que vocês saibam que foi eu quem tomou a decisão de começar essa dieta, eu não fui indicada por nenhum médico, não fiz exames e também não indico que façam a dieta sem antes lerem o livro, ok? Gente, é muito importante vocês cuidarem da saúde diariamente, praticarem exercícios físicos pelo menos 3 vezes na semana e estarem com a saúde em dia, ou seja, se alguém que estiver lendo este post tiver algum problema de saúde, consulte o médico, combinado?! Não quero ninguém doente!

Vamos começar então que o assunto é legal e eu sei que de interesse de muitas pessoas!

IMG_20140909_090307567

Por que decidi fazer a Dieta dos 17 dias?

Minha cunhada começou a fazer antes de mim e falou que tava dando super certo, que apesar de um pouco rígida, ela dava certo, podia comer alguns alimentos a vontade e que em cada fase – são 4 ao total – novos alimentos eram inseridos, ou seja, a gente começa com poucos alimentos e vai aumentando a cada fase que dura 17 dias cada fase.

Fiquei motivada principalmente porque ela perdeu peso super rápido em poucos dias, e como diz no livro, o programa alimentar não nos faz cada vez perder menos peso, nesse programa a gente perde cada vez mais peso e claro depois tem que manter, mas de uma maneira mais leve, podendo comer o que gosta, mas sempre mantendo o controle!

IMG_20140911_240409814

O que me levou a recorrer ao livro?

Muitas pessoas iriam em uma nutricionista, correto? Eu mesma já fiz reeducação alimentar alguns anos atrás, perdi 10 kgs – fiquei magra demais até – e como não fiz a manutenção corretamente, acabei adquirindo alguns quilos novamente… Bom, aí eu tentei aqui, tentei ali, tentei lá, mas sempre por conta, tentando controlar a alimentação na semana, fazendo academia e essas coisas que a gente faz, mas não era nenhum pouco disciplinada, confesso, aí desisti de fazer assim, não controlei mais as bobagens que comia, tomava refrigerante durante a semana, comia fora de hora e mais vezes que necessitava, os quilinhos a mais foram aparecendo e como eu sou cardíaca, achei que isso seria um ótimo motivo pra me fazer mudar de alimentação – também porque comecei a estudar Nutrição – então comecei a ler o livro, me motivei pelos resultados na minha cunhada e resolvi que mudaria dos 51 kgs para os 45 kgs novamente, e aqui estou eu agora hehe

O que mudou na minha alimentação?

Eu tava louca pra responder essa pergunta pra vocês porque realmente muitas coisas mudaram, mas não de uma maneira totalmente radical porque aqui na minha casa temos hábitos bastante saudáveis, então não tem refrigerante durante a semana, salgadinhos, bolacha recheada e essas guloseimas, dá tranquilamente pra seguir uma alimentação saudável e balanceada, sabem? O que mudou mesmo, foi a quantidade que eu passei a consumir, mudou de “uma vez ou outra” pra “diariamente”, isso porque na primeira fase – que termina amanhã – eu só posso consumir A VONTADE no almoço e na janta carne branca + legumes + folhosos, e no livro tem uma lista desses alimentos pra não enjoar e podermos consumir todos os tipos de vitaminas e minerais, o que é de extrema importância!

Outro hábito que não tenho e ainda preciso mudar, é o consumo de água, isso porque eu realmente NÃO sinto sede, raramente bebo água por sentir necessidade, bebo água porque eu tenho a consciência de que o meu corpo e órgãos precisam dessa hidratação constantemente e só depende de mim suprir essa necessidade todos os dias, mas eu não consigo, tento lembrar de tomar, mas confesso que ainda estou muito resistente quanto à isso!

Já percebeu alguma diferença? Em quanto tempo?

Sem dúvidas! Esse final de semana que eu percebi mais uma diferença na roupa, mas até semana passada tava achando igual, só me sentia mais leve, não me sentia nada estufada depois das refeições, cortei totalmente o consumo de chá gelado ou água durante as refeições, minha pele tá “limpando” aos poucos e claro né, vesti algumas calças que eu não tinha nem coragem de tentar colocar e no sábado fiz isso e pude perceber nitidamente que já emagreci.

Como amanhã – quarta-feira – vai fechar os 17 dias e nesse tempo eu tenho que ser sincera e dizer que não segui à risca a dieta – mas não avacalhei também hehe – não me pesei ainda, mas comecei com 51 quilos e 5 dias depois me pesei e tava com -2 quilos, o que me deixou super realizada, mas agora com quase 17 dias completados, devo ter baixado mais 2 quilos ou seja, uns 4 quilis por aí em 17 dias!

IMG_20140909_090317247

Em que consiste a dieta?

A dieta é super simples gente, não tem mistério, mas eu aconselho que façam como eu: leiam a primeira etapa e aí então comecem a praticar pra não ficar pulando as etapas ou fazendo alguma coisa fora dela! É importante, antes de começar a dieta, que vocês tenham a consciência de que um novo sistema alimentar será inserido na rotina e os velhos hábitos alimentares – como grandes comemorações nos finais de semana por exemplo – terão que ser deixados de lado, se não no final, a gente começa a relaxar aqui e ali e tem que começar todo o processo do zero, e não é o que queremos, né?

A dieta é dividida em 4 etapas e em cada uma delas novos alimentos são inseridos e cada vez mais se perde peso, se por exemplo o peso desejado já é conquistado na primeira etapa – quando são poucos quilos a serem eliminados -, já é permitido pular para a última etapa que é a manutenção, caso necessite perder mais alguns quilinhos, é necessário fazer todas as etapas, sempre respeitando as tabelas de alimentos! Exercícios físicos são permitidos, mas somente aqueles mais leves, nada de exageros, mas também não fique sem se movimentar, é importante para o funcionamento do corpo e para a nova rotina alimentar.

Vale o esforço?

Essa dieta é para quem quer perder peso rápido, então se esse é o teu desejo – como era o meu – sim, vale o esforço, mas se tu acha que é melhor fazer uma dieta com acompanhamento médico – que é o correto sempre – e poder comer o que gosta dentro dos limites, vale então uma consulta com profissional para iniciar uma reeducação alimentar.

O legal dessa dieta é que se tu vacilar muito em alguma etapa, pode voltar para a primeira e zerar o processo, mas CUIDADO gente, o organismo do ser humano é resistente à perda de tempo e quanto mais idade a pessoa tem, mais o metabolismo desacelera e fica cada vez mais difícil reduzir o peso, então é super importante ser disciplinado e querer emagrecer e manter o peso alcançado!

IMG_20140909_085403592

Durante os primeiros dias esse foi o meu café da manhã: fruta – que pode ser consumida até às 14:00 – e uma xícara de chá verde

O mais complicado pra mim no geral foi variar as receitas! Eu enjoo fácil de comer sempre as mesmas coisas, então acabava comendo quase sempre as mesmas combinações de legumes + frango, só mudava o modo de preparo!

collage_photocat

Algumas das comidinhas que ando fazendo pra variar o cardápio!

Pretende ir para a próxima etapa ou já atingiu o objetivo?

Sim, já vou para a próxima etapa para perder mais uns quilinhos, mas como falei ali em cima, comi uma ou outra coisa fora – ninguém é de ferro, né? – e agora vou só inserir o arroz integral na minha alimentação, o feijão/lentilha e comer uma vez ou outra carne vermelha, tirando isso, vou continuar não consumindo açúcar, preferindo alimentos com baixo teor de gordura e controlando na balança para chegar ao meu objetivo que são os tão desejados 45 quilinhos – que é o meu peso ideal -, mas pretendo ir até o final sim, pra passar por todos os alimentos, inclusive descobrir novos!

Gente, eu ameeeeeeei fazer esse post pra vocês, acho que é um assunto que eu posso começar a abordar aqui e que vocês também vão amar!

É sempre muito bom dividir essas experiências com vocês e quero saber nos comentários se alguém já fez essa dieta ou outra parecida, me contem e vamos trocar experiências!

FINALIZA-C3-87-C3-83O

Comentários via Facebook